308 805 709

0 artigos

Como ser mamã sem ficar à beira de um ataque de nervos!

Imprimir

 

 Como ser mamã sem ficar à beira de um ataque de nervos


Como ser mamã sem ficar à beira de um ataque de nervos! Dicas para ser uma mamã feliz

Muitas vezes e frequentemente, as mamãs de hoje em dia sentem-se frustadas, com remorsos e inclusivamente com sentimento de culpa por desejarem dedicar-se mais aos seus filhos, por todo o tempo que passam fora de casa, maioritariamente trabalhando.

O stress apodera-se do dia a dia e ofusca essa felicidade que podemos e queremos ter.

Bem, tudo se pode mudar. Pegue num lápis e num papel ou imprima estes conselhos e pendure-os num sítio onde os possa ler todos os dias... 

1. Aceite que não é perfeita: se está cansada não há problema de saltar um parágrafo do conto que está a ler ao seu filho para que ele adormeça, nem que invente nos desenhos, não os seguindo à letra. O importante é que está aí com ele.

2. Sente-se no chão a brincar com eles: as crianças sentem que recebem mais atenção quando vêem os adultos à mesma altura que eles e não têm que olhar para cima. Permite-lhe a si ser uma pouco menina e entrar no mundo do seu filho. Será tudo uma terapia divertida e relaxante para si e uma forma de aproveitar e desfrutar do seu filho.

3. Não fique obcecada com a limpeza e a ordem: é importante ter a casa limpa e organizada, mas com crianças, especialmente se são pequenas, alguma mancha ou algum brinquedo fora do sítio é normal. Use esse tempo para o pegar ao colo e abraçar, para lhe ensinar as cores ou para conversar com ele.

4. Saia com as suas amigas: fale com elas, relacione-se e não se isole. É muito importante para que se sinta bem. Tente não falar só dos filhos; há uma quantidade enorme de outros assuntos!

5. Cuide da sua relação de casal: comunique, partilhe as suas preocupações, arranje um dia para sairem só os dois, pois certamente que alguém de confiança poderá ficar um pouco com os seus filhos. É mãe e mulher, não se esqueça.

6. Dedique tempo a si mesma: quer seja para ler, para ir ao cabeleireiro ou para fazer uma sesta. Delegue alguma responsabilidade, não tem que fazer sempre tudo, por muito que goste mais da forma como o faz do que como os outros o fazem. As outras pessoas também podem aprender, deixe-se ajudar.

7. Valorize-se como mãe: não tem que ser sobredotada nem supermulher. Continue a fazer tudo o melhor que sabe, ninguém ensina a ser mamã. Seja mais flexível consigo própria, com as suas qualidades e defeitos. Se as coisas às vezes não correm como queria, não se sinta frustada.

8. Não compita com outras mães: vivemos num mundo de absoluta competitividade, mas nenhuma mãe é melhor do que outra. Por vezes fazem-se comparações sobre detalhes sem qualquer importância.

9. Quebre alguma regra de vez em quando: todos os días são diferentes e às vezes surgem imprevistos. Se um dia o banho não é há mesma hora ou o jantar não é o que tinha previsto, não há qualquer problema.

10. Não tenha pressa para que cresçam: frequentemente damos por nós desejosas da etapa seguinte “quando é que começa a andar, a falar, a ir para a escola...”. Desfrute cada momento do seu filho, o tempo passa a correr e eles crescem demasiadamente depressa.

A vida não é perfeita e os filhos não querem uma mamã perfeita. Querem uma mamã feliz, contente e que brinque com eles. E é essa mãe que é!

Posted in: Notícias PT
Partilhe